LEM 6

Informações e Materiais para a turma 2013.2

Literatura e Estruturação Musical 6

Escola de Música da UFBa

Avaliações

Freqüência e aproveitamento 10%

Trabalhos esporádicos, leituras e contribuições em aula 15%

Trabalhos processuais 15%

Prova 20%

Trabalhos formais 40%

Dúvidas podem ser remetidas guilhermebertissolo@gmail.com

ATENÇÃO

Confira aqui o resultado.

Baixe aqui o livro de Kostka & Payne, na tradução de Jamary Oliveira e Hugo Leonardo Ribeiro.

Aulas e seus respectivos focos

1. 08/10

  • Introdução ao contexto do componente curricular
  • Como assim LEM VI?
  • Apresentação dos tópicos a serem estudados

2. 10/10

  • Dados históricos, compositores, repertório, bibliografia, audições (parte 1)

3. 15/10

  • Um estudo preliminar: W. A. Mozart, Sonata Nº 6 Dürnitz, K284, 1º Movimento

4. 17/10

  • Um estudo preliminar: W. A. Mozart, Sonata Nº 6 Dürnitz, K284, 1º Movimento

5. 22/10

  • Participação no ACTA/SEMEX

6. 24/10

  • Como assim forma sonata?
  • A forma Sonata-Allegro
  • Leitura: Capítulo allegro-de-sonata (p. 241), do Fundamentos da Composição Musical, de Schoenberg

7. 29/10

  • Voltando à K284

8. 31/10

  • Exposição

9. 05/11

  • Sobre as transições
  • A retransição

10. 07/11

  • As elaborações

11. 14/11

  • As reexposições

12. 21/11

  • As variações/desvios nas formas

13. 26/11

  • Abordagens sobre sonatas clássicas 1
  • Análises de sonatas clássicas

14. 28/11

  • Abordagens sobre sonatas clássicas 2
  • Análises de sonatas clássicas

15. 28/11 (17hs)

  • Consultório

16. 03/12

  • Avaliação 1

17. 05/12

  • Correção da prova
  • Apreciações de sonatas
  • Propostas e discussões sobre as sonatas escolhidas pelos estudantes

As aulas 18 e 19 serão realizadas estendendo o tempo das aulas 17, 21 e 23.

20. 10/12

  • Abordagens sobre os trabalhos formais

21. 12/12

  • Abordagens sobre os trabalhos formais

22. 17/12

  • Abordagens sobre os trabalhos formais

23. Marcar

  • Consultório

24. 19/12

  • Apresentações das sonatas escolhidas pelos estudantes
  • Entrega do trabalho formal 1

25. 07/01

  • Dados históricos, compositores, repertório, bibliografia, audições (parte 2)
  • Apreciações musicais
  • O texto de Daniel Bento (2002)

26. 09/01

  • A Hammerklavier, Op. 106, de Beethoven
  • O texto de Daniel Bento (2002)

27. 14/01

  • A Hammerklavier, Op. 106, de Beethoven
  • A Sonata do século XIX

28. 16/01

  • A Sonata do século XIX

29. 21/01

  • A Sonata do século XX

30. 23/01

  • Abordagens sobre os trabalhos formais

31. Marcar

  • Consultório

32. 28/01

  • Abordagens sobre os trabalhos formais

33. 30/01

  • Vestibular

34. 04/02

  • Apresentações das sonatas escolhidas pelos estudantes
  • Entrega do trabalho formal 2
  • Auto-avaliação

Bibliografia (atualizada constantemente)

Aldwell, Edward, e Carl Schachter. 1989. Harmony and voice leading. San Diego: Harcourt Brace Jovanovich.

Bento, Daniel. 2002. Beethoven, o princípio da modernidade. São Paulo: Annablume/FAPESP.

Caplin, Willian E. 1998. Classical Form: A Theory of Formal Functions for the Instrumental Music of Haydn, Mozart, and Beethoven. Oxford/New York: Oxford Universiry Press.

Christensen, Thomas, ed. 2002. The Cambrigde History of Music Theory. Cambridge/New York: Cambridge University Press.

Cook, Nicholas. 1987. A guide to musical analysis. London: J.M.Dent.

Dudeque, Norton. 1997. “Schoenberg e a função tonal.” In Revista eletrônica de musicologia 2, no. 1.

Gauldin, Robert. 1997. Harmonic practice in tonal music. New York: W. W. Norton.

Grout, Donald, e Claude Palisca. 1994. História da Música Ocidental. Lisboa: Gradiva.

KARL, Gregory. 1999. “Structuralism and musical plot.” Music theory spectrum 19 (1): 13–34.

Kostka, Stephan, e Dorothy Payne. 2000. Tonal harmony, with an introduction to twentieth-century music. 4. Boston: McGraw Hill.

McCreless, Patrick. 2002. “Music and rhetoric.” In The Cambrigde History of Music Theory, editado por Thomas Christensen, p. 847–879. Cambrigde/New York: Cambrigde University Press.

Neto, José Viegas Muniz. 1997. Beethoven e o sentido da transformação: análise dos últimos quartetos e da Grande Fuga Op. 133. São Paulo: Annablume.

Rosen, Charles. 1972. The Classical style: Haydn, Mozart, Beethoven. New York: W.W. Norton.

_____. 1980. Sonata forms. New York: W. W. Norton.

_____. 2000. Geração Romântica. São Paulo: EDUSP.

Schoenberg, Arnold. 2001. Harmonia. São Paulo: Ed UNESP.

_____. 2004. Funções Estruturais da Harmonia. São Paulo: Via Lettera.

_____. 2008. Fundamentos da Composição Musical. São Paulo: EDUSP.

Sly, Gordon, ed. 2009. Keys to the Drama: Nine Perspectives on Sonata Forms. Farnham/Burnington: Ashgate.

Toch, Ernst. 1977. The Shaping Forces in Music: An Inquiry Into the Nature of Harmony, Melody, Counterpoint, Form. Dover Publications.

Tovey, Donald F. 1998. A Companion to Beethoven’s Pianoforte Sonatas: a bar-by-bar analysis of Harold Craxton’s edition of the Complete Pianoforte Sonatas. London: ABRSM. Revised and prefaced by Barry Cooper.

Vazzoler, Lucianpo, e Edson Zampronha. 2007. “Procedimentos composicionais na ”Sonata para piano”de I. Stravinsky.” Anais do XVII Congresso da ANPPOM. São Paulo.

Will, Richard. 2004. The Characteristic Symphony in the Age of Haydn and Beethoven. Cambridge/New York: Cambridge Universiry Press.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s